O que fazer em Braga: roteiro de Portugal

O que fazer em Braga: roteiro de Portugal

setembro 4, 2020 0 Por Ana

Portugal, em sua maioria, é um país muito encantador que nos desperta uma sensação de paz e tranquilidade. As suas ruas com um toque de sutileza e coisas que nos fazem lembrar do passado aquecem os corações mais gelados. Então, neste roteiro sobre o que fazer em Braga, vamos ressaltar os principais pontos desta aventura inesquecível.

Para quem deseja se hospedar na cidade de Porto, um pouco mais famosa e movimentada, saiba que também é possível até Braga para fazer alguns passeios. Contando com um eficiente sistema de trens, não vai ser nada difícil chegar até lá para fazer aquela visitinha.

O que fazer em Braga: Arco da Porta Nova

O que fazer em Braga

Este Arco tem uma grande participação histórica quando o assunto é a cidade. Durante a Idade Média, ele foi uma das 8 portas que davam acesso a região interna da cidade. Ao passar por ele, bastava seguir em frente e andar, mais ou menos, 700 metros até encontrar com o centro histórico.

Ao lado do Arco da Porta Nova, está localizada uma das grandes torres de proteção da cidade. No entanto, nenhum visitante é capaz de vê-la, já que ela está dentro do Museu da Imagem. A presença de uma muralha acabou por delimitar, durante séculos, as fronteiras entre duas cidades, tornando-se um entrave para o crescimento de Braga.

Quando você começar este passeio, o ideal é que comece pelo Arco da Porta Nova, passe pela Igreja da Sé e vá até o Castelo de Braga. Dessa maneira, você poderá conhecer as principais atrações do local sem a necessidade de perder muito tempo ou, até mesmo, de andar muito.

O ambiente foi construído, originalmente, no ano de 1512. Ele ficava localizado ao lado de uma muralha de proteção para a cidade, mas não havia um portão, de fato. Há quem fale que isso tudo acabou por resultar em uma simples brincadeira dos portugueses, onde, quando alguém deixa uma porta aberta, o outro pergunta “és de Braga?”.

Museu da Imagem

Assim como já foi mencionado, o Museu da Imagem é aquele que fica ao lado do Arco da Porta Nova. A sua presença é bastante notável, visto que a coloração externa é vermelha e pode chamar bastante a atenção de vários turistas.

Em sua maioria, o interior é dedicado à fotografia e cidade de Braga, contando toda uma história por meio dos elementos componentes do local. Na parte em que o turista pode ter acesso, é possível encontrar 2 torres antigas de uma cidade com muros.

Para os que têm interesse em conhecer um pouco mais o local, ainda é possível visitar o topo de sua torre. Então, é bom ir preparando o estômago para subir lá e conseguir aguentar a pressão. Para que você tenha acesso ao local, é necessário entrar no Museu da Imagem. A entrada é inteiramente gratuita.

Antes de mais nada, é bom que você se programe para não perder os horários. As visitações acontecem de terça a sexta, das 11h às 19h, e aos sábados e domingos, das 14:30h às 18h. Então, anote na sua agenda e faça de tudo para não perder um passeio sensacional.

Jardim de Santa Bárbara e Paço

O que fazer em Braga

Aos viajantes que adoram aproveitar um pouco da beleza natural dos ambientes, o Jardim de Santa Bárbara é uma opção para encher os olhos. Além de ser bem cuidado, é pequeno e você poderá aproveitar cada um de seus detalhes com muita paciência e atenção.

No entorno, há flores de todos os tipos, cores e com muitos arbustos que as protegem. Diariamente eles são podados em formatos interessantes, como cones, cilindros e, por vezes, figuras de animais. Ao se deparar com o centro do jardim, poderá encontrar a fonte Santa Bárbara.

De acordo com a tradição católica, a origem deste nome não é das mais felizes. Por ser uma mulher de muita fé, ligada ao cristianismo, o seu pai a degolou. Diante de uma história tão trágica, uma homenagem foi feita a ela e a sua coragem.

Ao se deparar com o fundo do jardim, você encontrará o Paço Medieval de Braga. Esta é uma construção histórica muito bonita e robusta. O prédio acaba por nos lembrar, de certo modo, um castelo. Ele foi erguido ao final da Idade Média, em torno do século XIV. Atualmente, encontra-se em um ótimo estado de preservação.

O que fazer em Braga: Sé de Braga

Mais uma das atrações que você não pode perder, de maneira alguma, é a Sé de Braga. A igreja foi construída há tempos por sobre as ruínas de um antigo templo que pertenceu aos romanos. Ele era dedicado à deusa Ísis. Atualmente, um complexo faz parte de 5 capelas.

Os estilos utilizados na construção variam entre o Românico, o Gótico e o Barroco. Todos eles impressionam pela sua grandeza e riqueza de detalhes. A Capela São Geraldo é uma das mais rústicas que você poderá encontrar nesta parte do passeio.

Ainda assim, se você for um daqueles visitantes curiosos e que adoram ouvir histórias, em uma das Capelas, chamada Capela dos Reis, será possível encontrar os túmulos dos pais de D. Afonso Henriques, o primeiro rei de toda a Portugal. O Museu da Sé também guarda uma cruz utilizada em uma das primeiras missas aqui no Brasil.

Em uma das paredes externas da Capela de São Geraldo, você encontrará uma pedra com cerca de 2.000 anos. Por lá, há uma inscrição em letras romanas, marcando tempos antigos. O passeio custa 2 euros para ir até a catedral. Então, leve dinheiro no bolso!

Rua Dom Diogo de Souza, Paio Mendes e do Souto

O que fazer em Braga

Essas 3 ruas caracterizam um eixo horizontal na cidade, o qual ligava o Arco da Porta Nova, a Igreja da Sé e a Torre do Castelo de Braga. Então, pode ter certeza que há muita história a ser contada nesta região.

Para os turistas que adoram fazer passeios demorados e se encantar com tudo aquilo que veem, é possível encarar as principais atrações presentes na cidade. São restaurantes, sorveterias, lojas e muitas outras coisas para se aproveitar. Então, não deixe de incluir essas ruas no seu roteiro.