O que fazer em Hong Kong: roteiro completo

O que fazer em Hong Kong: roteiro completo

agosto 31, 2020 0 Por Ana

Você quer viajar para a China, mas ainda não sabe o que fazer em Hong Kong? A cidade é uma das mais atrativas que você pode conhecer, além de ter uma paisagem completamente diferenciada e que traz inúmeras surpresas aos turistas. A cidade exótica é constituída por uma ilha, além de ser considerada um dos maiores centros financeiros ao redor do globo.

Além disso, ela carrega um título bastante peculiar: cidade com a maior quantidade de arranha-céus do mundo inteiro. São mais de 7 milhões de habitantes espalhados pelo território, onde 95% da população é chinesa.

O que fazer em Hong Kong: Tian Tan Buddha

O que fazer em Hong Kong

Se você já foi ao Rio de Janeiro, não deve ter perdido a oportunidade de conhecer o Cristo Redentor. Então, igualmente, quando você vai até Hong Kong, não pode deixar de visitar o Tian Tan Buddha. Essa é uma estátua gigante que levou cerca de 12 anos para, enfim, ficar totalmente pronta. São 34 metros de altura e pura beleza.

Se você não tem medo de altura, é muito provável que vá gostar desse passeio. O caminho até a estátua parece ser bem divertido, principalmente por se mostrar uma verdadeira aventura. Está preparado para aquele friozinho no estômago? Então siga a trilha e não deixe de dar aquela espiadinha abaixo da ponte de travessia.

Aos viajantes aventureiros, a melhor opção é pegar um teleférico que fará o trajeto até o Buda. Não há como negar: a vista é extremamente encantadora. O celular ou a câmera fotográfica são itens obrigatórios para quem deseja ter uma boa recordação. Então, não deixe de pegar os seus assim que subir no transporte.

Victoria Peak

Assim como você já deve ter lido anteriormente, a cidade de Hong Kong, na China, é um dos destinos com a maior quantidade de arranha-céus do mundo. Então, é melhor que você não fique surpreso quando colocar os seus pés por lá. São muitas construções altas pelo território, fazendo com que pensemos, quase de maneira automática, na cidade de São Paulo.

Este, com toda a certeza, é um dos passeios mais solicitados pelos visitantes. Também pode ser conhecido como “The Peak” e consiste em uma vista privilegiada dos pontos mais altos da cidade. Então, se você não teme aquele frio na barriga, está na hora de colocar o seu melhor tênis de caminhada.

As belezas de Hong Kong se escondem até nos menores detalhes. É possível se encantar, até mesmo, virando uma esquina. O que não falta por lá é excentricidade e, com toda a certeza, uma boa dose de cultural oriental.

Mercado de Flores

O que fazer em Hong Kong

Para quem gosta de apreciar as belezas naturais dos locais que visita, o Mercado de Flores de Mong Kok é uma das melhores opções de passeios quando você vai até a cidade. Além de proporcionar uma agradável caminhada, você ainda pode conhecer os mais diferentes pontos do lugar, satisfazendo todas as suas curiosidades.

São muitas as opções de compra para que você possa escolher. Mas pode ficar tranquilo: a dúvida do que escolher é comumente compartilhada com todos aqueles que o escolhem como destino. Uma boa ideia é dar uma olhadinha em toda a sua extensão antes de escolher alguma coisa.

As flores são exóticas e, na maior parte, são cultivadas e vendidas pelos moradores locais. Se você é fã dos cheiros das flores, pode ter certeza de que vai amar essa opção de passeio. São cerca de 100 espécies de plantas com cores e cheiros para todos os gostos.

O que fazer em Hong Kong: Man Mo Temple

Você já deve imaginar que, diante de uma cultura tão diferenciada, o que você encontrará em Hong Kong é um verdadeiro choque de cultura. Com religiões diferentes, construções diferentes e crenças diferentes, não será nada difícil acabar se surpreendendo com determinados detalhes.

O Man Mo Temple foi construído por volta do ano de 1847, tendo como principal objetivo homenagear todos os deuses da literatura e, também, os da guerra. Ele é uma ótima opção para quem deseja conhecer um pouco mais acerca das crenças dos chineses, além de se aprofundar no budismo.

O que mais chama a atenção no ambiente não é apenas a grandiosidade da construção, mas o tamanho dos espirais de incenso que são acomodados no ambiente. Por isso, não deixe de tirar algumas fotos para garantir boas recomendações no futuro.

Mosteiro dos Dez Mil Budas

O que fazer em Hong Kong

Com a sua criação iniciada no ano de 1950, um budista devoto decidiu homenagear todas as entidades que permeiam a crença. Atualmente, o local é praticamente um item obrigatório em todos os roteiros de viagem. A entrada é totalmente gratuita e a vista do topo do monte é considerada uma das melhores de todo o país.

São muitas estátuas para que você possa admirar, além de um café e restaurantes vegetarianos, que apenas reforçam a crença dos budistas locais. Não deixe de dar uma volta pela região, conferindo cada pequeno detalhe decorado com tanto zelo e dedicação.

Muito embora o seu nome seja “Mosteiro dos Dez Mil Budas”, o ambiente não chega a ser um mosteiro e verdade. Além disso, não possui dez mil Budas, mas sim treze mil. São cerca de 400 degraus até que você possa chegar ao Pátio principal. E aí, vai encarar esse desafio?

Hong Kong Disneyland

Você não leu errado! Assim como em outros países, é possível encontrar uma Disneyland particular em cada ambiente. Em Hong Kong não poderia ser diferente, ainda mais quando o assunto está relacionado a um ambiente mundialmente conhecido, que fica localizado em Orlando. O parque foi inaugurado em 2005 e é o maior de toda a cidade.

Utilizando partes da cultura chinesa na decoração para não perder a sua identidade, é muito provável que você se divirta bastante. Muito embora ainda tenha as suas peculiaridades, tenha a certeza de que vai se divertir nos mais diversos brinquedos ofertados na região.

Se você quiser ir até o parque, basta seguir em direção à Ilha de Lantau Hong Kong. Diferente da Disney que podemos encontrar em Tóquio ou em Xangai, os shows e as vozes são todos feitos em inglês.